domingo, 31 de julho de 2016

Tchau. Vou morar sozinha(o)!


Estamos há 6 meses para os vestibulares mais concorridos do país, logo começa a correria dos "atrasadinhos", as altas notas de corte e a tensão posta a mil. Daqui a pouco milhares de jovens e adultos terão ou não suas vidas mudadas literalmente pelas suas escolhas.

Reprodução
Muitos após o tão sonhado resultado vão mudar-se de cidade vão para o interior ou para as capitais do país, morar com a tia ou a avó, alugar um apê e dividir com veteranos e calouros de outros cursos ou ir para casas de estudantes, mas já aviso morar sozinho não é glamour, não é o que os blogs e os filmes para adolescentes pintam. 

Morar sozinho é comprometer-se consigo mesmo em responsabilizar-se por si próprio, muitos poderão estar dizendo: "Sou grande, já sei de tudo isso". E eu te digo: "Quem avisa amigo é!". 

É difícil ver a carinha da mamãe na hora de despedir-se dela na rodoviária, ou estar num lugar onde não é sua casa de verdade ou no pior dos casos não poder ir pra casa nas férias por conta do horário do estágio ou de matérias de férias. Sim, meu amigo e amiga é bem complicado fazer faculdade não é fácil e se torna ainda mais difícil quando se é de outro lugar pois as responsabilidades e os compromissos são inúmeros.

 Mas estudar fora não é de todo mal você aprende muito sobre si mesmo e passa a ser um orgulho para a família e para você mesmo, porque você aprende a cozinhar, decorar... em resumo a se virar e construir seu próprio espaço e amadurecer de um jeito complicado, mas dinâmico e completamente fora de qualquer rotina.

O medo está ai, as dificuldades também, mas o sabor de segurar aquele diploma na mão, pode acreditar é fantástica e vai fazer valer todo o esforço de agora, inclusive a de morar fora de casa. Então, se é o diploma que você quer, vai e faz!


Nenhum comentário:

Postar um comentário